Personal CO2 to you Personal CO2 to business
Versão em Português English Version Versión en Español
8
OCT
2010

Marina elabora propostas de governo para Serra e Dilma

SÃO PAULO - A terceira colocada na disputa à Presidência, Marina Silva (PV) apresentou à imprensa o documento que será encaminhado ainda hoje aos presidenciáveis José Serra e Dilma Rousseff, que disputam o segundo turno. O PV espera que as plataformas sejam incorporadas pelo tucano e pela petista, que pleiteam o apoio da senadora.

SÃO PAULO - A terceira colocada na disputa à Presidência, Marina Silva (PV) apresentou à imprensa o documento que será encaminhado ainda hoje aos presidenciáveis José Serra e Dilma Rousseff, que disputam o segundo turno. O PV espera que as plataformas sejam incorporadas pelo tucano e pela petista, que pleiteam o apoio da senadora.

As propostas foram elaboradas a partir das diretrizes do programa de governo de Marina. "Nosso gesto está materializado nesse ato. É uma oferta generosa para o segundo turno", disse a senadora.

No documento são abordados 10 temas, sem hierarquia entre eles. Há, por exemplo, a defesa de uma reforma política, com a adoção do voto distrital misto e o financiamento público de campanha.

Também se propõe uma reforma tributária, com a simplificação e restrição da regressividade dos impostos. O PV ainda cobra a limitação na expansão dos gastos de custeio do governo federal à metade do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB).

Em relação a políticas públicas, se espera uma elevação dos investimentos em educação do setor público para 7% do PIB, além da eliminação e erradicação do analfabetismo até 2018.

Sobre segurança, o partido quer a implementação de um fundo nacional para complementar os salários dos policiais civis e militares, com o objetivo de garantir sua dedicação exclusiva ao trabalho.

Ao abordar a questão ambiental, o PV sugere a criação de uma agência reguladora independente para a Política Nacional de Mudanças Climáticas, com a publicação de estimativas anuais de emissões de gases do efeito estufa no Brasil.

O documento também aborda questões relacionadas à política externa, demarcação e homologação de terras indígenas e transparência na execução orçamentária. Durante a entrevista coletiva à imprensa, Marina reafirmou que a decisão sobre apoiar algum candidato ou permanecer independente será baseada em critérios programáticos.

A senadora disse que não se sentiu incomodada com o fato de Serra e Dilma terem se apropriado dos seus votos na propaganda política veiculada hoje na TV. Segundo ela, seus eleitores são maduros e saberão fazer sua escolha.